66 3515-8302

  • Preto Ícone Instagram

Av. das Palmeiras, 1.318 - Jd. Palmeiras, Sinop - MT

©2019 by Faseb.

Archive

Please reload

Tags

Please reload

Garoto de 7 anos escreve livros bilíngues, cria jogo eletrônico e é premiado pela Nasa

January 16, 2018

Terça-feira, 16 de janeiro de 2018, 20h31

 

O ministro da Educação, Mendonça Filho, recebeu nesta terça-feira, 16, o estudante João Paulo Guerra Barrera, de 7 anos, autor de dois livros bilíngues – português e inglês – sobre planetas e espaço. E assistiu ao jogo eletrônico, criado pelo garoto, com o tema do primeiro livro, No Mundo da Lua e dos Planetas, que foi premiado pela National Aeronautics and Space Administration (Nasa), agência espacial norte-americana.

João Paulo nasceu em São Paulo, em 31 de março de 2010. Pequeno foi morar nos Estados Unidos, onde foi alfabetizado, aos quatro anos de idade. Nessa época, revelou sua curiosidade e interesse pelos astros, pelo espaço, segundo relata sua mãe, Margarida Barrera. Na expectativa de Margarida, o livro de recordes Guiness deverá confirmá-lo como o mais jovem escritor bilíngue do mundo.

Mendonça Filho disse que João Paulo “é um talento extraordinário que encanta, e como criança, no início da vida educacional, escrever e criar jogos, é um exemplo para ser valorizado. E tem o reconhecimento do MEC.”

 

Em conversa descontraída com Mendonça Filho, João Paulo revelou que gosta “mesmo é da terra e de matemática, especialmente raiz quadrada”.

No Mundo da Lua e dos Planetas, livro que escreveu aos cinco anos de idade, conta a história de três crianças que construíram um foguete de material reciclado e foram se aventurar na Lua e no espaço. O segundo livro, Morando no Espaço, escrito agora aos sete anos, volta ao tema espaço e reciclagem. “Protejam o planeta”, esta é a mensagem que João Paulo disse que deseja enviar aos leitores.

João Paulo foi incentivado a participar e venceu um concurso de jogos eletrônicos, sobre a colonização espacial da Nasa. João desenvolveu o jogo com a orientação dos professores da sua atual escola – Agostiniano Mendel. João concorreu com 6 mil crianças e jovens de até 18 anos, de todo mundo. Com seus livros patrocinados pelos pais, João, que assim gosta de ser chamado, tem na matemática e na pipoca suas maiores paixões.

    

Assessoria de Comunicação Social

 

Please reload

Recent Posts

Please reload